Pequod Investimentos
Abra sua conta

Categorias: Finanças

Educação Financeira para Crianças

A educação financeira é uma habilidade essencial que pode ser desenvolvida desde os primeiros anos de vida. Quanto antes as crianças aprenderem sobre o dinheiro, melhor será a relação delas com as finanças no futuro.

Ensinar conceitos financeiros às crianças não só as prepara para tomar decisões conscientes no futuro, mas também promove hábitos saudáveis em relação ao dinheiro.

Neste artigo, vamos sugerir temas por idade e, ao final, algumas indicações de livros para apoio aos ensinamentos.

Até 3 anos: Introdução aos Conceitos Básicos

Cada vez menos as crianças têm contato com dinheiro físico. Isso dificulta a percepção de troca existente para a aquisição de bens e serviços. Quanto mais contato tiver com dinheiro físico, mais fácil de perceber o valor dele.

Outro conceito importante é o de poupar. A criança precisa já crescer com o hábito de guardar o dinheiro em algum lugar.

Atividades:

    – Identificação de moedas e notas simples.

    – Compreensão do uso do dinheiro para comprar coisas.

    – Estabelecimento de hábitos de poupança através de cofrinhos.

4-6 anos: Aprendendo a Poupar e Gastar Responsavelmente

A criança já precisa começar a perceber as escolhas e efetivar as transações. A preferência por papel moeda dele sempre existir, mas há a necessidade de introdução dos meios digitais.

Todo objetivo deve ser planejado junto com a criança: se ela quer comprar algo mais caro que a mesada, deve-se mostrar como economizar.

Sempre deve-se colocar uma parte da mesada em um cofrinho e estabelecer uma taxa de juros para, além de criar o hábito de obrigatoriamente economizar, a criança perceber que postergar um gasto faz com que o dinheiro valha mais no futuro.

Atividades:

    – Introdução ao conceito de mesada e estabelecimento de metas.

    – Discussões sobre necessidades versus desejos.

    – Prática de troco e contagem de dinheiro.

    – Poupança com rendimento.

7-9 anos: Compreendendo a Diferença entre Gastos e Investimentos

A criança precisa perceber o conceito de investimento de forma simples. Podemos utilizar metáforas como uma planta: se você plantar essas sementes no solo certo, elas vão crescer e se transformar em árvores frutíferas. Ao longo do tempo, essas árvores vão dar frutas que podem ser colhidas.

O dinheiro é como essas sementes. Em vez de colocar as sementes na terra, as pessoas colocam seu dinheiro em lugares especiais chamados “investimentos”. Esses lugares podem ser como terrenos mágicos que fazem o dinheiro crescer ao longo do tempo.

Atividades:

    – Exploração de conceitos básicos de investimento através de “investimentos” simples, como a compra de uma planta que cresce.

    – Introdução ao conceito de juros e empréstimos (simples).

10-12 anos: Desenvolvendo Habilidades Financeiras Avançadas

No início, a criança apenas recebe mesada e não tem contas fixas para pagar. Mas tudo começa com fluxo de caixa: receita – despesas. É importante mostrar como funciona um orçamento e até criar um orçamento para a criança saber o custo de algumas coisas. Dessa forma ela começa a perceber que há limitações do uso do dinheiro.

Atividades:

    – Introdução a noções básicas de orçamento.

    – Incentivo à responsabilidade financeira em atividades do dia a dia.

Alguns livros para te apoiar nessa jornada

1. Como se Fosse Dinheiro

Autora: Ruth Rocha

Editora: Salamandra

Catapimba costumava receber balas e chicletes como troco na cantina da escola, pois eram considerados “quase como dinheiro”. Diante disso, ele decide pagar pelos próximos lanches de uma maneira bastante peculiar, causando certo desconforto a Seu Lucas, o dono do estabelecimento.

O livro proporciona uma reflexão sobre o verdadeiro valor das moedas, ao mesmo tempo em que suscita questionamentos sobre honestidade e esperteza.

Como se fosse dinheiro

2. Almanaque Maluquinho – Pra Que Dinheiro?

Autor: Ziraldo

Editora: Globinho

Nesta história em quadrinhos, encontramos sete emocionantes aventuras do Menino Maluquinho e sua turma. Diante das dificuldades em gerenciar as despesas, o desafio que todos enfrentam é aprender a poupar.

O almanaque explora informações sobre a origem da moeda e o funcionamento dos bancos. De maneira divertida e leve, também oferece ensinamentos sobre como elaborar um orçamento doméstico. Dessa forma, as compras deixam de ser um problema para os personagens!

Almanaque Maluquinho - Pra Que Dinheiro?

Ao proporcionar educação financeira desde cedo, as crianças desenvolverão uma base sólida para tomar decisões financeiras informadas no futuro. Estes livros sugeridos são ferramentas valiosas para complementar essas lições, tornando o aprendizado sobre dinheiro uma experiência envolvente e educativa.

Diogo Velho Barreto
Diogo Velho Barreto

Diogo Velho Barreto, sócio-fundador e assessor comercial da Pequod, é responsável por trazer uma ampla variedade de tópicos para o nosso blog. Com sua liderança inspiradora, ele oferece insights inovadores sobre negócios e estratégias no mercado financeiro.

Compartilhe este post:
Artigos Relacionados

Educação Financeira para Crianças